1910 - A Vigor foi fundada em 1917 como uma pequena fábrica de leite condensado na cidade de Itanhandu, no Estado de Minas Gerais, e uma pequena operação de envase de leite pasteurizado, tendo sido a primeira empresa a fornecer leite pasteurizado na cidade de São Paulo. Na época, a Vigor processava menos de 20.000 litros de leite por dia.

1980- Em novembro de 1982, a Vigor adquiriu o controle da Companhia Leco de Produtos Alimentícios ("Leco"), tornando-se uma das principais empresas de lácteos do país. Ao final do ano de 1982, sua capacidade instalada de processamento de leite pasteurizado e demais derivados atingia 1 milhão de litros por dia.

Em fevereiro de 1984, a Vigor e a Leco obtiveram seus registros de companhias abertas e distribuíram ao público 12 milhões de ações preferenciais no valor total de US$8,3 milhões.

Em 1986, com o intuito de diversificar sua produção, a Vigor firmou uma joint venture com a dinamarquesa Arla Foods, à razão de 50%,por meio da qual criaram a Dan Vigor Indústria e Comércio de Laticínios Ltda., cuja finalidade era produzir queijos brancos frescos como queijo minas frescal, cream cheese e requeijão, bem como introduzir no país a tecnologia de ultra filtração para a produção de queijos.

1990 - Em 1990, a capacidade instalada de produção da Vigor já atingia sua atual capacidade de 1,5 milhões de litros de leite por dia, volume esse atingido após a aquisição da Leco e mediante outros investimentos na captação de leite.

Em 21 de setembro de 1995, por meio de suasubsidiária Leco, a Vigor adquiriu a ROB - Refino de Óleos Brasil Ltda., tradicional companhia de óleo vegetal, atuante nesse mercado desde 1920. Com a incorporação e consequente consolidação das operações de ambas as empresas, em novembro de 2001, a Vigor decidiu que sua subsidiária Leco atuaria somente no segmento de óleos vegetais, mais especificamente na industrialização, comercialização, importação, exportação e refino de produtos de origem vegetal e/ou animal, bem como seus subprodutos para fins alimentícios.

Em março de 1998, a Vigor obteve seu registro junto à Securities and Exchange Commissione à New York Stock Exchange, aderindo ao programa de Nível 1 de ADR (American Depositary Receipt)

2000 - Em setembro de 2001, a Vigor aderiu ao Nível 1 de Práticas Diferenciadas da BM&FBOVESPA, sendo uma das primeiras empresas nacionais de capital aberto a integrar o Índice de Governança Corporativa (IGC), de acordo com dados divulgados pela própria BM&FBOVESPA.

Em junho de 2007, visando a um maior crescimento no mercado de lácteos, a Vigor adquiriu a Laticínios Serrabella Ltda. ("Serrabella"), empresa voltada exclusivamente para a fabricação de queijos especiais, oferecendo uma linha completa de produtos desenvolvidos artesanalmente.

Em novembro de 2007, o controle indireto da Vigor foi adquirido pela Bertin S.A. ("Bertin"), sendo adotado um modelo de gestão compartilhada de controle. Essa transação permitiu que, em conjunto, os grupos Bertin e Vigor se tornassem um dos maiores players do segmento de carnes e lácteos da América Latina.

Em 26 de dezembro de 2008, a Bertin realizou uma oferta pública de aquisição das ações da Vigor e da Leco e, desta forma, fechou o capital e adquiriu o controle de ambas as companhias.

Em 29 de dezembro de 2009, foi aprovada a incorporação da totalidade das ações de emissão da Bertin pela JBS. Em contrapartida, os acionistas da Bertin receberam indiretamente, através da FB Participações S.A. ("FB Participações"), ações de emissão da JBS representando aproximadamente 28,7% do seu capital social. Posteriormente, em 31 de dezembro de 2009, foi aprovada a incorporação da Bertin pela JBS.

Também em 29 de dezembro de 2009, foi aprovado o Protocolo e a Justificação, firmado em 18 de dezembro de 2009, tendo por objeto a incorporação, pela Vigor, da Leco e da Serrabella. Como consequência, a Vigor tornou-se titular de todos os bens, direitos e obrigações das sociedades incorporadas. Na mesma data, foi aprovada a emissão de 24.474.569 novas ações da Vigor, sendo 960 ações ordinárias e 24.473.609 ações preferenciais, as quais foram totalmente subscritas e integralizadaspelos administradores da Leco, por conta de seus respectivos acionistas, mediante a versão do patrimônio líquido da Leco, pelo preço de emissão total de R$23.951.542,50

2010 - Em 11 de agosto de 2010, foi aprovado em assembleia geral o grupamento das ações de emissão da Vigor, na proporção de 200.000 ações ordinárias então existentes para 1 ação ordinária após o grupamento, e 200.000 ações preferenciais então existentes para 1 ação preferencial, sem modificação do montante do seu capital social

2011 - Em 29 de dezembro de 2011, os acionistas da Vigor aprovaram em assembleia geral extraordinária um aumento em seu capital social no valor de R$250,0 milhões, bem como a conversão das ações preferenciais de sua emissão em ações ordinárias.

Em 3 de janeiro de 2011, fomos constituídos sob a denominação social FG Holding International S.A., a qual foi alterada para Vigor Alimentos S.A. em 17 de janeiro de 2012.

2012 - Em 17 de janeiro de 2012, nossos acionistas aprovaram um aumento em nosso capital social no valor de R$1.191.373,4 mil, o qual foi integralmente subscrito pela JBS e integralizado mediante a conferência de sua participação então detida na Vigor. Como consequência, a Vigor tornou-se subsidiária integral da JBS.

Em 21 de junho de 2012, a JBS realizou um leilão voluntário de troca de ações, na qual ofereceu a seus acionistas a oportunidade de trocarem aproximadamente 5% de suas ações da JBS por ações da Vigor Alimentos S.A., a relação de troca foi de 1(uma) ação da Vigor para cada ação da JBS. O leilão teve adesão de aproximadamente 79% dos acionistas, e o restante das ações da Vigor Alimentos S.A. permaneceu detido pela JBS.

Em 22 de junho de 2012, a Vigor Alimentos S.A. voltou a ter suas ações negociadas na BVM&F Bovespa, no seu NOVO MERCADO, o mais alto padrão de governança corporativa


Fale com RI

Telefone: (+55) (11) 2799.5807
E-mail: ri@vigor.com.br